Nas estradas e encruzilhadas da Vida, liberto das roupagens da vaidade e da jactância, tento merecer esta minha condição de ser vivo.

07
Fev 08
Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um pirilampo. Ele fugia com medo da feroz predadora, mas a cobra não desistia. Um dia, já sem forças, o pirilampo parou e disse à cobra :

--- Posso fazer três perguntas?

--- Podes. Não costumo abrir esse precedente, mas já que te vou comer, podes perguntar.

--- Pertenço à tua cadeia alimentar?

--- Não.

--- Fiz-te alguma coisa?

--- Não.

--- Então porque é que me queres comer?

--- Porque não suporto ver-te brilhar!


E é assim .... que diariamente tropeçamos com cobras!
___________________________________________________
Nota: Não conheço o autor do texto acima, mas ele não se importará, quero crer, que registe aqui a sua criatividade.
publicado por Do-verbo às 00:30

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

18
19
20
21
22

26
27
28
29


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO