Nas estradas e encruzilhadas da Vida, liberto das roupagens da vaidade e da jactância, tento merecer esta minha condição de ser vivo.

22
Fev 13

Chega-me de Espanha, disfarçado de humor, este diálogo insólito de mãe e filha menor.



Pede a menina:
Mãe, antes de eu adormecer, lê-me um artigo da nossa Constituição política.


Responde a mãe:
Não, minha filha, porque, depois, tu sonhas...



Lá como cá, o mesmo desencanto...

Até sempre!
José-Augusto de Carvalho
Lisboa, 22 de Fevereiro de 2013.

publicado por Do-verbo às 21:33

Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
23

24
25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO