Nas estradas e encruzilhadas da Vida, liberto das roupagens da vaidade e da jactância, tento merecer esta minha condição de ser vivo.

12
Dez 11

Todos sabemos que os espaços urbanos públicos exigem embelezamento e que muitos são, por definição, áreas de convívio das populações em suas horas de lazer.
Aqui, em Viana, um espaço que poderemos, sem favor, qualificar de nobre é o Largo de São Luís. Encostado à muralha Sul do Castelo, logo um espaço soalheiro, nada tem que o dignifique. E é uma pena.
Também a sua designação toponímica dará que pensar. São Luís? Certamente São Luís de França, rei gaulês que morreu no Norte de África, ao tempo das Cruzadas. O porquê desta homenagem estará por justificar. Melhor seria, opino eu, ser Largo D. João II, o Príncipe Perfeito por vontade do Povo e que comprovadamente muito apreciava esta vila.
Ora pois, rever a toponímia, alindar devidamente o Largo, inclusive com um busto deste monarca, seria obra a exigir parco dispêndio.
Aqui ficam o reparo e a sugestão.
Até sempre!

José-Augusto de Carvalho
Viana, 12 de Dezembro de 2011.

publicado por Do-verbo às 20:18

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
13
16
17

19
20
21
22
23
24

25
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO