Nas estradas e encruzilhadas da Vida, liberto das roupagens da vaidade e da jactância, tento merecer esta minha condição de ser vivo.

02
Jan 09



Vivemos, para nossa desgraça, um tempo conturbado,
onde não há lugar para festanças e brindes de champanhe,
mas, exlusivamente, para uma atitude construtiva e decisiva,
conducente à inversão desta caminhada da Humanidade.

Os males estão identificados. Quem os provocou e provoca, também.

É o tempo de todas as decisões. Não agir será trair a esperança.
De nada nos valerá desejar um bom ano de 2009.
O importante será perguntarmo-nos o que fazer
para todos construirmos o 2009 do nosso contentamento.

Grande e fraterno abraço neste primeiro dia do ano de 2009.
Até sempre!

José-Augusto de Carvalho
*
publicado por Do-verbo às 12:21

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO